sábado, 24 de julho de 2010

TORNADO NA SERRA PODE TER ATINGIDO CATEGORIA F3

A MetSul Meteorologia avalia que o tornado que atingiu na noite de quarta-feira a área entre Gramado e Canela possa ter atingido categoria F3 na escala de Fujita dos tornados que vai até 5. A análise é feita com base no estudo das imagens dos estragos provocados pelo vento. Segundo o meteorologista Eugenio Hackbart, alguns dos danos observados entre Gramado e Canela são tão severos que são consistentes com um tornado intenso categoria F3, tal como ocorreu em Muitos Capões (2005) e Viamão (2000).


O especialista da MetSul recorda que tornados não apenas têm trajetória errática assim como tendem a flutuar em intensidade. Assim, os danos por onde passa tendem a variar em magnitude. O mapa abaixo mostra a trajetória percorrida por tornado que percorreu 8 quilômetros no estado norte-americano de Indiana em de 10 de novembro de 2002.







































http://www.crh.noaa.gov/iwx/program_areas/events/2002/11_10_02_tornadoes/index.php

Na imagem, observa-se que no tempo de vida do tornado americano, sua intensidade ao longo do seu rastro de 8 quilômetros, variou entre F0 (64 a 116 km/h) até um F4 (333 a 418 km/h).

Como não há medições de vento no interior de um tornado, a velocidade do vento é estimada de acordo com a magnitude dos danos, segundo a escala de Fujita. Quando se afirma que em parte de sua trajetória o tornado da Serra apresentou danos consistentes com um F3, significa que o vento naquela área pode ter atingido de 254 a 332 km/h, mas em alguns pontos os estragos são condizentes com o limite inferior da escala (F0).

Fonte: DIRETO DA METSUL
Postar um comentário

Últimas dos Blogs