quinta-feira, 17 de junho de 2010

A segunda onda

Intensa instabilidade atingiu o Rio Grande do Sul ontem com chuva forte e temporais. Em Pelotas e Rio Grande choveu forte ainda na madrugada. À tarde, precipitação muito rápida de granizo assustou a "fronteira da paz". Pedras de gelo do tamanho de bolas de pingue-pongue caíram em Livramento e Rivera (foto de Daniel Badra/Correio do Povo).




Na cidade uruguaia, pelo menos 200 casas tiveram os telhados danificados. Caiu granizo ainda em outros pontos do interior uruguaio. Ainda à tarde a chuva se intensificou em Porto Alegre com pancadas fortes a torrenciais, mas foi a partir das 20h de ontem que o quadro se deteriorou na Capital com raios nuvem-solo intensos e chuva de novo forte que perdurou até o começo do dia de hoje, acumulando em 12 horas de 50 a 70 milímetros em vários pontos do perímetros urbano.






O simples contraste entre ar frio ao Sul e ar quente ao Norte com transporte de umidade da Amazônia para o território gaúcho não explica a instabilidade intensa. O que foi determinante para os eventos severos foi a presença de duas correntes de jato (vento), uma de Noroeste a 1500 metros de altitude e outra com vento de 200 km/h entre 11 e 13 mil metros de altitude. Veja nos mapas abaixo a presença na tarde de ontem dos jatos de baixo níveis e o subtropical (altos níveis).















Entre amanhã e sábado, tal comovem se alertando, esperem uma "segunda onda" de mau tempo no Rio Grande do Sul com chuvarada e risco de temporais de granizo isolados, desta vez principalmente na Metade Norte gaúcha. Cidades como Cruz Alta, Passo Fundo e Caxias do Sul, dentre outras, podem ter elevados volumes de chuva na sexta e no sábado. A chuva antecederá ar frio que deve trazer madrugadas gélidas no início da semana. Poderão ser registradas as primeiras mínimas negativas do ano na área da Campanha e neste momento trabalha-se com a idéia de marcas de 2ºC a 4ºC nos bairros mais frios de Porto Alegre nas madrugadas de terça e quarta, mas não será surpresa se esta previsão for revisada para o intervalo de 0ºC a 2ºC para os pontos mais gelados da Capital à noite. A massa de ar polar do começo da próxima semana não deve ser intensa, contudo tende a ser muito seca, o que deve favorecer o acentuado resfriamento.



Autor: Eugenio Hackbart

Fonte: DIRETO DA METSUL
Postar um comentário

Últimas dos Blogs