quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

México aprova lei contra mudança climática


México aprova lei contra mudança climática
Crédito da foto: Getty Images
Como o vulcão mexicano Popocatepetl continua expelindo cinzas e gases estufa, os próprios mexicanos decidiram se mobilizar para reduzir as emissões de dióxido de carbono.
Uma lei recentemente aprovada pelo congresso mexicano reduzirá as emissões de dióxido de carbono em 30% até o ano de 2020, e em 50% até 2050, em relação às emissões registradas no ano 2000, informa aNature. Até o ano de 2024, 35% da energia elétrica do país deverá vir de fontes renováveis.
No entanto, tais leis podem se tornar um grande desafio para o México, que é a 11ª economia do mundo (e ocupa o mesmo lugar em emissão de gases estufa).
“Somos grandes criadores de leis. O problema é aplicá-las”, declarou àNature Juan Bezaury, especialista mexicano em políticas públicas. O país também tem a terceira maior reserva de petróleo do mundo, segundo a consultoria de petróleo DeGolyer and MacNaughton (com sede nos EUA), embora o jornal El Universal ressalte que boa parte dessa reserva não pode ser explorada com a tecnologia de hoje.
A produção da petrolífera estatal Petróleos Mexicanos já diminuiu de forma significativa na última década, e a opção pela energia renovável poderia afetar seriamente os cofres do governo mexicano.
Ainda assim, os legisladores mexicanos não parecem preocupados com a possibilidade de redução de combustíveis fósseis no México no futuro. A lei de mudança climática foi aprovada na câmara dos deputados doMéxico com 128 votos a favor e 10 contra. No senado, a aprovação foi unânime.
Talvez os membros da câmara pensem em aproveitar o sol dos desertos ou espalhar turbinas eólicas pelo litoral do país - ou talvez estejam apenas cansados da eterna poluição da Cidade do México.


Fonte: Discovery Noticias - http://blogs.discoverybrasil.uol.com.br/noticias/clima/
Postar um comentário

Últimas dos Blogs