quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Concentração de gases de efeito estufa é recorde, diz ONU

Emissões

Emissões aproximam planeta do 'pior cenário', diz WMO

A agência da ONU especializada em meteorologia divulgou nesta segunda-feira um relatório que indica que a concentração de gases causadores do efeito estufa atingiu em 2008 um nível recorde na atmosfera.

De acordo com o relatório da Organização Meteorológica Mundial (WMO, na sigla em inglês), em 2008 a concentração de dióxido de carbono, o principal gás causador do efeito estufa, chegou a 385,2 partes por milhão (ppm), um aumento de 2 ppm em relação ao ano anterior.

“Em 2008, as concentrações globais de dióxido de carbono, metano e óxido nitroso, que são os principais gases do efeito estufa persistentes na atmosfera, atingiram o mais alto nível registrado desde os tempos pré-industriais”, diz o documento.

Além disso, a WMO diz que a concentração dos gases do efeito estufa na atmosfera continua a aumentar, “até mesmo um pouco mais rápido”, disse o chefe da agência, Michel Jarraud, em uma coletiva em Genebra.

Segundo ele, essa tendência leva a um prognóstico pessimista quanto à elevação da temperatura global.

Copenhague

A WMO monitora a concentração desses gases na atmosfera por meio de uma rede de estações localizadas em mais de 50 países.

O boletim divulgado nesta segunda-feira é o quinto de uma série anual iniciada em 2004 e é divulgado às vésperas da Conferência da ONU sobre mudanças climáticas, que será realizada de 7 a 18 de dezembro, em Copenhague, na Dinamarca.

A reunião de Copenhague tem como objetivo fechar um novo acordo global sobre o clima para substituir o Protocolo de Kyoto, que expira em 2012.

Mais de 60 chefes de Estado e de governo, entre eles o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel, já confirmaram participação na reunião.

Jarraud disse que os dados da WMO mostram que o mundo está “de fato mais próximo do cenário mais pessimista” em relação ao aquecimento global nos próximos anos.

“Isso reforça o fato de que é preciso adotar medidas o mais rápido possível”, disse. “Estamos esperando que Copenhague dê origem a uma decisão significativa em relação aos gases do efeito estufa. Quanto mais adiarmos uma decisão, maior será o impacto.”

O pior cenário quanto ao aquecimento global, divulgado pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) em um relatório de 2007, prevê um aumento de temperatura de entre 2,4ºC e 6,4ºC até o fim do século.

Fonte: BBC Brasil
Postar um comentário

Últimas dos Blogs