quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Paineis de energia solar podem ser melhores “imitando” o efeito estufa

Se o uso da energia solar ainda não se popularizou pelos lares dos principais centros urbanos, é devido à relação ainda não muito boa no que diz respeito ao custo benefício. A solução para viabilizar essa alternativa energética, no entanto, pode estar na capacidade de imitar um dos problemas ambientais mais debatidos ultimamente: o efeito estufa.
Trata-se de um painel de captação desenvolvido pelo Instituto Tecnológico de Massachussets, nos EUA. No efeito estufa, uma camada de gases age como escudo na atmosfera, prendendo o calor na superfície da Terra.
Este painel, por sua vez, é composto de um material absorvente, feito de células fotônicas, que são desenhadas para prender a energia no interior do sistema. A radiação do sol entra através de aberturas e não é capaz de sair. A atual taxa de aproveitamento da energia solar, nos equipamentos, é de 31%. Com o novo modelo, esperam elevá-la acima dos 36%.
Os cientistas lembram, no entanto, que não adianta nada apenas aprisionar a energia dentro da “atmosfera” de um painel solar, se os mecanismos de conversão em eletricidade também não forem aperfeiçoados.
Com um mecanismo mais adequado nesse quesito, conforme explicam os pesquisadores, o índice de conversão poderia ser muito maior. A eficiência econômica de manter um sistema de captação da energia solar, por conseguinte, teria um aumento considerável, o que facilitaria o acesso a essa alternativa. 
Postar um comentário

Últimas dos Blogs