segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Topografia e geografia são favoráveis

Ernani Nascimento, professor de meteorologia da Universidade Federal de Santa Maria (RS), afirma que a geografia e a topografia da região Sul do Brasil influenciam a ocorrência dos tornados. O corredor de tornados da América do Sul situa-se na topografia plana do pampa, a leste dos Andes. Na planície norte-americana, o fenômeno costuma surgir ao lado das montanhas rochosas. O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina concluiu que Misiones foi atingida em 10 de setembro por um ciclone tipo F4, numa classificação que vai de F0 a F5. A escala Fujita, criada em 1971 para medir a intensidade dos tornados, define o F4 como “devastador”, categoria em que a velocidade dos ventos é estimada entre 333 e 421 quilômetros por hora. Os estragos se espalharam numa faixa de mil metros de largura e 15 km de extensão, perto da fronteira com Santa Catarina. Fonte: Diario Catarinense - 5 de outubro de 2009 | N° 8582
Postar um comentário

Últimas dos Blogs